Bill Bixby foi um dos atores mais talentosos da televisão americana. Ele nasceu em San Francisco, Califórnia, em 22 de janeiro de 1934, e cresceu em uma família de artistas. Seu pai era um famoso pianista e sua mãe uma bailarina. Desde criança, Bixby demonstrou interesse pela arte, o que o levou a estudar teatro na Universidade da Califórnia em Berkeley.

Sua carreira na televisão começou nos anos 60, quando ele apareceu em várias séries populares. Foi em 1972 que Bixby conseguiu seu papel mais icônico: o do Dr. David Banner em O Incrível Hulk. A série, que durou cinco temporadas, foi um grande sucesso e tornou Bixby uma estrela da televisão americana.

Bixby também trabalhou como diretor em vários episódios de O Incrível Hulk e em outras séries, como Magnum, P.I. e The Love Boat. Ele recebeu vários prêmios e indicações em reconhecimento ao seu trabalho na televisão, incluindo um Emmy por sua atuação em The Eddie Capra Mysteries.

Além de sua carreira na televisão, Bixby também trabalhou no cinema. Ele estrelou em filmes como Fim de Semana Violento (1967) e A Felicidade Não Se Compra (1978).

Infelizmente, a vida pessoal de Bixby não foi tão bem-sucedida quanto sua carreira profissional. Ele foi casado três vezes e enfrentou várias dificuldades, incluindo problemas financeiros e a morte de um filho jovem. Bixby morreu de câncer em 1993, aos 59 anos.

Apesar dos altos e baixos de sua vida, Bill Bixby continua sendo meu marciano favorito. Ele era um ator talentoso e um ser humano gentil, que enfrentou grandes desafios em sua vida pessoal, mas sempre manteve sua paixão pela arte.

Sua atuação como Dr. David Banner em O Incrível Hulk continua a ser lembrada e admirada até hoje. Bixby foi capaz de trazer uma sensibilidade única ao personagem, mostrando sua luta emocional para controlar sua transformação em Hulk, ao mesmo tempo em que ajudava outras pessoas.

Em resumo, Bill Bixby foi um dos maiores atores da televisão americana, cuja atuação em O Incrível Hulk se tornou um marco na história da televisão. Sua vida pessoal pode ter sido difícil, mas ele sempre será lembrado como um artista talentoso e um ser humano gentil. Meu marciano favorito será sempre Bill Bixby.